Theresa Catharina de Góes Campos

 

 

 
Zona de Interesse
 

"Com uma tela completamente vermelha e uma sonorização metálica desagradàvel, Jonathan Glazer introjeta o público em A Zona de Interesse (The Zone of Interest). Em seguida, apresenta a aprazível cena de um piquenique em família à beira do lago, composto por uma fotografia sem intensidade e cores acinzentadas, sendo uma composição técnica brilhante para uma ambientação desconfortável na Alemanha do início do século XX. Adaptado do romance britânico de Martin Amis, o longa-metragem foi indicado a cinco Oscars e ganhou o Grand Prix do Júri no Festival de Cannes 2023 — algo como o segundo lugar na competição. A partir do livro, o roteiro de Jonathan Glazer permite uma imaginação da vida doméstica do povo alemão aprazível numa paisagem bucólica e conivente com o genocídio de milhares de judeus.(...)"


 
"(...) A grande questão é que a trama é a ambientada durante a Segunda Guerra Mundial, o pai é um comandante do exército nazista, e a casa dos sonhos é localizada logo ao lado de Auschwitz, o mais infame e violento dos campos de concentração, palco central do holocausto perpetuado 
pelos nazistas.(...)"
 
"(...) O aspecto mais perturbador de Zona de Interesse está mesmo na profunda indiferença da família sobre aquilo que acontece nos campos de concentração.(...)"
-----------
 
Para Alfonso Cuarón, este indicado ao Oscar 2024 é o "filme mais importante do século" - Notícias de cinema - AdoroCinema
 
 
"(...) Em um painel especial no BFI Southbank, em Londres, que contava com a participação de ambos os diretores, Cuarón destacou que, ao seu ver, Zona de Interesse poderia ser considerado um marco na história do cinema: “É provavelmente o filme mais importante deste século, tanto em termos da sua abordagem cinematográfica como da complexidade do seu tema”, defendeu.(...)"
 

Jornalismo com ética e solidariedade.